EPI-USE

As novas técnicas de gestão de pessoas

[As novas técnicas de gestão de pessoas]

#E-learning #gamification

As novas técnicas de gestão de pessoas

O grande desafio para os profissionais de recursos humanos é aliar novas estratégias na gestão de pessoas que desencadeiam em melhoria de produtividade, engajamento e investimentos com grandes custos-benefícios. Com isso, procurar por ferramentas que garantam a melhoria de desempenho e retenção de talentos é uma prioridade.

Dentre algumas possibilidades, focar no processo de treinamento interno para lapidação de colaboradores para que estes possam assumir novos cargos e funções ao invés de procurar no mercado um que se encaixe a necessidade, por exemplo, é uma prática que vem se tornado cada vez mais comum. Esse procedimento não só resulta diretamente em redução de custos, como motiva a equipe interna, onde os profissionais enxergam dentro de seu local de trabalho a possibilidade de melhoria e crescimento.

Iremos tratar de duas possibilidades de treinamento e motivação com duas ferramentas que usam a tecnologia como aliado para promover acesso ao conhecimento com facilidade e agilidade.

A facilidade do e-learning

Na última década com a facilidade do acesso à internet e também adquirir produtos eletrônicos como tablets, notebooks e celulares, utilizar essas peças como plataformas para realização de cursos e treinamentos se tornou uma rotina. Para as empresas, oferecer ambientes virtuais focados na necessidade de desenvolvimento de seus funcionários está cada vez mais comum. Esse conceito é chamado de e-learning, quando o usuário, nesse caso os profissionais, podem acessar as plataformas de conhecimento em qualquer hora, lugar ou dia, podendo utilizar seus instantes tanto de deslocamento serviço/trabalho quanto seus momentos de folga para adquirir informações.

Esses ambientes virtuais focados no desenvolvimento e lapidação de colaboradores que são apresentados como cursos e treinamentos são desenvolvidos por profissionais especializados que estudam a necessidade da empresa e quais os pontos necessários para informar e formar os indivíduos e assim, formar os módulos.

O uso de uma ferramenta virtual que forneça a possibilidade de capacitação aos funcionários atua não só no campo da melhoria profissional em si, preparando os profissionais para novas funções e cargos, atualizando esses indivíduos de acordo com as novas técnicas do mercado, como também surte o efeito motivacional, afinal, o colaborador percebe o cuidado da empresa em oferecer possibilidades de melhoria interna, o que o motiva e consequentemente interfere positivamente no seu desempenho.

Assim como o e-learning, há uma crescente utilização de jogos aplicados não só para o ambiente de conhecimento, melhorando o absorvimento de informações por parte dos usuários, como principalmente como ferramenta para melhoria de desempenho.

A gamificação como parte importante no processo de desenvolvimento

Segundo pesquisas como a realizada pela Revista Exame[i], é apontado que o que mais motiva um funcionário são as suas experiências aprendidas dentro do seu ambiente de trabalho. Com isso, podemos concluir que quanto mais a corporação oferece de conhecimento, treinamento e sistemas de melhoria de performance, maior o engajamento dos colaboradores. e uma das ferramentas mais apropriadas para oferecer experiências aos profissionais é a gamificação.

Gamificação, do inglês gamification é o uso de um sistema de jogos, seja ele de plataforma eletrônica ou não para engajar indivíduos. No caso de gestão de pessoas, os games são utilizados para motivar e inserir metas para aumento de resultados ou ainda, para melhorias e lapidação de talentos. Os jogos oferecem aos seus jogadores recompensas, feedbacks constantes quanto ao rendimento e performance dos usuários e também colaboração entre si, quando essa for uma das intenções do sistema – cooperação e interligação entre os membros da equipe.

O engajamento proporcionado pela gamificação

Hoje em dia, essa é a forma mais eficiente para os programas de lapidação e desenvolvimento de profissionais, parte importante do processo de gestão de pessoas. Por meio dos jogos propostos, o colaborador entra em contato direto com a cultura organizacional, se conscientizando dos objetivos, missão e valores da empresa que presta serviço, o que auxilia no engajamento, visto que conhecendo porque e para que trabalha, a identificação é maior.

Logo, a gamificação resulta ativamente no envolvimento e motivação dos colaboradores, pois ao utilizar técnicas de games, competição, recompensas e o colaborador poder acompanhar em tempo real sua performance, os profissionais aumentam sua motivação com o que realiza na corporação, melhorando seus resultados.

Como implementar o sistema de gamificação?

O primeiro passo é ver muito claro os perfis das equipes e colaboradores que compõem a empresa. Com esses dados em mãos, projetar os resultados que devem ser alcançados: pode ser aumento de produtividade em um percentual ‘x’, a melhoria da mão de obra interna, o clima organizacional, entre outros objetivos. Com o foco bem delimitado e o capital intelectual bem conhecido, é hora de planejar as melhores ações e sistemas de jogos para serem utilizados.

Outra questão muito importante é deixar sempre bem claro aos colaboradores o porquê e para quê está sendo implementada a nova ferramenta, o que poderá auxiliá-los ativamente quanto as suas funções ou seu desenvolvimento profissional, por exemplo. Ser o mais claro e transparente possível ajuda a conseguir a aderência e aceitação necessária do quadro de funcionários.

Abaixo, alguns pontos que devem ser observados para o bom funcionamento da gamificação:

·         Realizar testes antecipadamente para ter a certeza da assertividade do projeto

·         Avaliações constantes sobre o andamento dos jogos e se estão surtindo resultados positivos. Caso seja necessário, voltar ao primeiro ponto de estudo e reformular

·         O feedback periódico é imprescindível para o acompanhamento do profissional sobre a sua própria performance e avaliação de necessidade de mudança de postura, entendimento de erros e acertos

Por último, mas tão importante quanto os outros tópicos, é a procura de uma mão de obra capacitada e especializada em gamificação em gestão de pessoas para todo o processo de estudo, projeto e implementação. Afinal, será necessário não só o desenvolvimento de todo o plano, como de toda a plataforma digital, controle de acessos, programação do game, entre outras questões.

Somente profissionais especialistas poderão oferecer um trabalho de qualidade que resultará em ambientes especialmente criados para cada empresa com suas necessidades específicas.

Logo, ter em mente que este será um investimento médio, que terá um início de devolutiva em médio-prazo é importante. Todo o trabalho que será desenvolvido não apresentará resultados na semana seguinte, porém, terão reflexos positivos em toda a cultura interna, garantindo certamente o retorno do que foi investido.

 


[i]“Experiências aprendidas: maior fonte de motivação no trabalho”, Danilo España. Revista Exame. Setembro, 2017.  Link

 

Veja também:

Olá, deixe seu comentário para As novas técnicas de gestão de pessoas

Enviando Comentário Fechar :/