EPI-USE

Cultura organizacional: por que criar?

[Cultura organizacional: por que criar?]

#CulturaOrganizacional #RH

Construir uma cultura organizacional é promover com transparência a importância de cada colaborador.

O real objetivo de toda e qualquer empresa é melhorar seus resultados, aumentando a produtividade de sua equipe e consequentemente, seus lucros. Entretanto, para que esse objetivo seja alcançado, é essencial criar uma cultura organizacional forte e consistente,  onde todos estejam cientes da missão, visão e valores da empresa.

 

Assim existem muitas as possibilidades em que um gestor pode ter à mão para testar em sua equipe, seja por parte de melhorias de estrutura de trabalho, ações motivacionais, entre outros. 

 

Porém, o que mais impacta positivamente na estrutura e no quadro de funcionários é a mudança do ambiente de trabalho e do clima organizacional, onde o capital humano deve ser priorizado e com isso, todas as ações devem possuir base no bem-estar e no desenvolvimento dos funcionários.

 

Primeiro, o que é cultura organizacional?

Antes de tudo, é importante entender a definição de cultura de uma empresa.

 

Cultura organizacional é composta por valores, regras de conduta, morais e éticas e políticas de gestão que são implementadas e seguidas pela organização. Será a cultura que irá direcionar todas as ações dos colaboradores desde os de níveis de base da pirâmide até os gestores e diretores.

 

A cultura irá direcionar também as práticas e ações que são dotadas na gestão de pessoas e consequentemente, dos resultados alcançados. Por isso, é de extrema importância que a cultura esteja de acordo com os princípios que a empresa quer assumir para que a partir dela cada profissional seja orientado para realizar as suas tarefas do dia a dia.

 

Porque possuir uma cultura voltada aos colaboradores?

Visto a importância de estabelecer uma cultura clara, esta deve ser voltada ao maior capital da empresa, como já citado no começo do artigo: o colaborador. 

 

Por isso, investir e definir uma cultura empresarial baseada no desenvolvimento e no desempenho dos colaboradores resulta em uma reação em cadeia: um profissional que age de acordo com a cultura e se sente parte integrante dela segue envolvido com suas tarefas e funções, e este sendo lapidado constantemente apresenta resultados que somam com os demais da empresa, além disso auxilia sua equipe a alcançar os objetivos comuns. 

 

Agente transformador

Mudar a mentalidade de todos sobre a importância de uma cultura consistente, é um trabalho muito árduo para a equipe de RH,  principalmente para a liderança da empresa, pois os cargos mais altos, muitas vezes são preenchidos por líderes com costumes mais tradicionais.

 

Logo, é necessário criar formas contínuas para relembrar e transparecer quais são os valores da empresa, algumas formas são: enviar comunicados por e-mail sobre tudo que acontece na empresa para todos, criar um canal de comunição para que possam acessar de forma livre quais são os objetivos da empresa.

 

E dentro dessa proposta, instigar cada colaborador a dar o melhor de si propiciando ferramentas que fazem dele o próprio controlador de seu desempenho é uma opção viável e acertada. Investir em programas de competições e jogos baseados no sistema de gamification como já citamos algumas vezes, de fato é o melhor caminho tanto para instigar o profissional a conseguir melhores resultados, pois esse sistema oferece feedback e recompensas pelo desempenho alcançado, o que atua como uma forte ferramenta para melhorias.

 

Claro que cada jogo ou sistema deve ser estudado e analisado para que possua características de acordo com o perfil de cada equipe e resultado desejado. Porém, é fundamental entender que basear a cultura para os funcionários e seus desempenhos é o passo mais assertivo para que os colaboradores entendam a força que possuem e se sintam instigados a desempenhar o melhor, o que reflete nos resultados como um todo, além de diminuir a taxa de Turnover e promover uma percepção sobre a marca empregadora da empresa de forma muito positiva.

 

Outra tarefa importante para se adotar, é criar planos de desenvolvimento dos colaboradores, pois muito mais do recrutar novos colaboradores para novas funções, promover os talentos para assumir novas posições por meio de plano de sucessão, transmite a mensagem que a empresa oferece oportunidades de crescimento e estimular ainda mais a disposição de todos para seu próprio desenvolvimento.

 

Gostou desse conteúdo? Aproveite e baixe também nosso e-book sobre as novas técnicas de gestão de pessoas. Clique aqui para baixar.

Veja também:

Olá, deixe seu comentário para Cultura organizacional: por que criar?

Enviando Comentário Fechar :/